1º Acontece desde a última semana, em Liubliana, na Eslovênia, o Campeonato Mundial Sub-23. A final aconteceu hoje entre as donas da casa e a Turquia. E o resultado foi positivo para as turcas, que derrotaram a Eslovênia por 4 sets a 0 (15-12, 15-11, 15-13, 15-8) e sagraram-se campeãs da categoria, a mais próxima da seleção adulta. [Vale lembrar que nesse campeonato, a FIVB testa o sistema de melhor de quatro sets de 15 pontos]. Uma das maiores revelações da Turquia, a oposta Karakurt (17 anos, 1m94) foi a maior pontuadora da final com 13 pontos.

A Turquia teve uma campanha de seis vitórias em sete jogos, derrubando a invencibilidade da Eslovênia, que ainda não havia perdido até essa final. A única derrota da Turquia foi para o Brasil na fase de classificação. A Turquia fez um grande campeonato, mas palmas à Eslovênia da promissora levantadora Eva Mori. Um país com pouca tradição em voleibol que vem se fortalecendo, desde a base.

Final: Turquia 4 x 0 Eslovênia (15-12, 15-11, 15-13, 15-8)
Bronze: Bulgária 4 x 2 R. Dominicana (12-15, 15-8, 15-11, 16-18, 15-11, 15-9)

Classificação
1º Turquia
2º Eslovênia
3º Bulgária
4º República Dominicana
5º Brasil
6º Cuba
7º China
8º Tailândia
9º Egito
10º Japão
11º Argentina
12º Quênia

Seleção do Campeonato

MVP: Hande Baladin (TUR)
Melhor Oposta: Iza Mlakar (ESL)
Melhor Levantadora: Eva Mori (ESL)
Melhores Ponteiras: Hande Baladin (TUR) e Madeline Guillen (DOM)
Melhores Centrais: Beyza Arici (TUR) e Saša Planinsec (ESL)
Melhor Líbero: Zhana Todorova (BUL)